Olá!

Gostou do Blog?

Quer receber atualizações?

Insira seu e-mail:

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Quer vender o carro?


Não, não estou querendo comprar.O que eu quero é que você ande de bicicleta

Denis Russo

Olha, para começar: eu odeio ser chato. Acho desagradáveis essas pessoas que têm mania de dizer aos outros o que fazer. Cada um é responsável pela vida que escolhe, acredito muito nisso. Ou, como dizia minha avó, cada um, cada um. Mas, dessa vez, só dessa vez, vou me meter na sua vida. Acho sinceramente que você deveria vender o seu carro. Ok, seu trabalho é muito longe. Vá de ônibus, poxa, tem ainda a vantagem de você ter mais tempo para ler revistas (conhece a vida simples?). Ou mude de emprego, você não está mesmo cansado do seu trabalho (quem não está?)?

Mas, e numa emergência? Pegue um táxi! Você não precisa ter um carro 24 horas por dia, 365 dias por semana só para estar pronto para uma emergência. Táxi é caro? Manter um carro, com todas as manutenções, combustível, coisa e tal, é muito mais caro. Tão caro que provavelmente ainda fica mais barato alugar um carro de vez em quando no fim de semana para viajar. E nem falei do preço do carro, que é um absurdo. Pense no tanto de coisas que você vai poder fazer com a grana da venda.

Não ter carro tem tantas vantagens... Diminuir a preguiça, aumentar a disposição, melhorar a saúde. Andar a pé pela calçada, dar bom dia para o jornaleiro, ficar íntimo da moça bonita da padaria, tomar sol (ou chuva), ver a cidade. Pedalar pela vida, no ritmo ideal, nem rápido demais para deixar de perceber os detalhes, nem tão lento que se chegue atrasado. Venda o carro, pô.

Claro que eu corro o risco de estar exagerando. Pode ser que você realmente precise de carro (se você é motorista de táxi, por exemplo, ignore meu apelo). Mas será que não dá pelo menos para deixá-lo na garagem dois, três, quatro, cinco dias por semana? Não dá para encostá-lo de dia e só ligar o motor à noite? Não dá para fazer rodízio com os amigos?

Ajude a reduzir o trânsito. Ajude a diminuir o barulho da cidade. Ajude a deixá-la mais bonita. Você já reparou no quanto os carros deixaram as cidades feias? Cidades sem carros são lindíssimas, intrincadas, agradáveis. Em vez de motores rugindo, o barulho é de vozes, de gente feliz, se encontrando.

Tudo isso sua saúde, a beleza das cidades, sua relação com elas é importante. Mas mais sério ainda é o aquecimento global. A fumaça soltada hoje pelo seu escapamento vai virar a enchente, o furacão, o deserto, a epidemia de amanhã. E, na boa, a coisa já está bem feia.

O mundo onde os nossos filhos vão viver já está irreversivelmente comprometido. E o mundo onde nossos netos vão viver talvez não tenha nem condições de abrigar seus netos. É sério, esse é o tema mais importante do mundo, é a grande questão, é o grande problema. Tão grande que talvez nem vendendo o carro a gente seja capaz de fazer alguma diferença. Ainda assim, não vale a pena ficar com a consciência tranqüila? E ainda ganhar de brinde uma vida melhor? Então, venda seu carro!

Denis Russo Burgierman acha um absurdo usar uma máquina de uma tonelada e meia para carregar uma pessoa de 70 quilos. gambiarra@abril.com.br

Artigo copiado da Revista Vida Simples:
http://vidasimples.abril.com.br/edicoes/052/caminhos/conteudo_270251.shtml

sábado, 23 de maio de 2009

Recliforum

Copiei do Blog do Franz, pois acho importante divulgar o fórum novo o máximo possível

Aqui vai uma notícia rápida mas interessante para quem gosta de ciclismo reclinado e alternativo. Depois de conversar muito com uns amigos aqui em Porto Alegre, concluímos que fazia falta para nós, brasileiros e espânicos, um espaço mais estruturado para troca de idéias sobre reclinadas e ciclismo alternaivo. Existe hoje a lista VPH Brasil, amplamente visitada, mas com uma estrutura que atrapalha um pouco a busca por tópico, soluções, etc.
Surgiu então a idéia de criar um fórum. Pesquisando na internet achei uma estrutura que parecia ser interessante, e que está funcionando relativamente bem nos primeiros testes. Não sei como se comportará no futuro, em termos de espaço de memória, e coisas afins. A própria interface do fórum ainda está sendo lentamente construída, e levará um tempo até ficar pronta. Mas, eventuais problemas só serão evidenciados com o uso do recurso.
Já tem alguns debates interessante lá. Para participar, basta registrar-se.
Para os usuários de listas como o VPH Brasil lembrem que lá é possível criar um novo tópico para cada assunto novo. Assim, a pesquisa será facilitada e as informações melhor organizadas.
Sendo assim, sendo bem-vindos ao RECLIFORUM.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Star Trek e a Curve

Sexta feira dia 08 de maio estreou o novo filme de Jornada nas Estrelas. Eu e o Alex fomos com as nossas Dahon Curve.

Foi maravilhosa a sensação de entrar no Boubon Country e depois no cinema com as nossas bicicletas, sem que em nenhum momento qualquer pessoa tentasse nos impedir.

Prazer aumentado pela companhia dos amigos para assistir o novo filme, muito aguardado e que não decepcionou.
Na foto temos começando da esquerda: Artur, Marco Di Martino, Rogério e Olavo. O Alex está tirando a foto e a Claudia, esposa do Artur, tinha ido comprar alguma coisa. Observem no cantinho da foto as bicicletas, a minha dento da sacola da Dahon com uns casacos por cima, a do Alex aparecendo bem.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

A Rinite e a Curve

Graças a uma terrível rinite, tive uma consulta com o otorrino hoje pela manhã, bem perto de casa, adivinha, fui com a Curve, entrei com ela no prédio, e na hora o porteiro, que adorou a bicicleta, disse que eu podia deixá-la num cantinho atrás da bancada dele para não precisar carregar até o consultório. :^))

Depois sai do médico, fui na farmácia ao lado, entrei com ela ainda dobrada, e mais gente adorou, teve uns senhores que disseram: " Essa é boa se quebrar dá pra comprar só a metade da bicicleta :^)"

Saindo dali, tinha que ir no super comprar café para levar para casa, fui no carrefour e já no estacionamento dobrei e coloquei dentro de um carinho, todo mundo olhava :^))

Na entrada uma guria colocou um adesivinho do carrefour no banco e no capacete, fiz as compras e no caixa ela perguntou se eu já tinha pago a bike na secção de eletrônicos ai disse que era minha e apontei os adesivinhos, nunca tive uma rinite tão prazerosa, que além de me possibilitar usar a Curve na sua melhor finalidade ainda me deu o dia de folga!

Seguidores

Imagem Astronômica do Dia